Página Principal >
 
  
Use o botão verde do seu comando MEO e marque o número 493222 para ver os vídeos da TV Municipal no seu televisor
Clique para consultar a Matriz Energética de S. João da Madeira
Clique para aceder a informações sobre projetos financiados pela UE
 
Ferramenta de georreferenciação do Licenciamento Zero
Clique aqui se pretender aceder ao novo balcão eletrónico da CCDR-N
Clique aqui se pretender aceder ao site da Direção-Geral do Território
Educação e Acção Social Ambiente Desporto Cultura Capital do Calçado

  Subscreva!
Registe-se e receba as novidades da Câmara Municipal de S. João da Madeira na sua caixa de correio!

 
Bem-vindo a S. João da Madeira online!

Exposição dá a conhecer «Circuitos pelo Património Industrial»

2012-05-23
WR Hotel de S. João da Madeira recebe a exposição de 25 de maio até ao final do ano

Sapatos, chapéus, lápis e compassos em tamanho gigante promovem projeto único no país. Para ver no hotel WR da cidade de S. João da Madeira até ao final do ano.

“Turismo Industrial em S. João da Madeira” é o nome da exposição que a Câmara Municipal de S. João da Madeira está a realizar no WR Hotel, integrada no projeto “Circuitos pelo Património Industrial”. A mostra, patente até ao final do ano no lobby do hotel, é composta por um conjunto de peças únicas, desenvolvidas propositadamente para o efeito, e que representam cada uma das seis unidades fabris que integram o projeto do Turismo Industrial.

Um sapato de senhora com 1m x 1m e um sapato de homem da mesma dimensão das fábricas Helsar e Evereste, respetivamente, a que se junta um chapéu com um metro de diâmetro e que simboliza a actividade da Fepsa, da Cortadoria Nacional de Pêlo e do Museu do Chapelaria, são algumas das peças que podem ser admiradas pelos visitantes. A Viarco também integra o núcleo da exposição com um lápis gigante, lado a lado com um compasso de dois metros e meio, que representa o desenho de calçado desenvolvido pelo Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado. Por sua vez, a Heliotêxtil desenvolveu uma peça do quotidiano, revestida com produtos acabados produzidos na fábrica, que serão seguramente um interessante motivo de atração.

A mostra, concebida pelo designer Paulo Marcelo – autor do livro “Oliva: Memórias de uma Marca Portuguesa” – e co-organizada pela autarquia, pelas seis unidades industriais que integram o projeto do Turismo Industrial e pelo WR Hotel -, tem como objetivo dar a conhecer as potencialidades e as valências deste projeto pioneiro em Portugal, através de uma exposição que convida a viajar pela história e actividade das empresas, através de fotografias e dos objetos mais simbólicos de cada um dos parceiros.

O município de S. João da Madeira, em parceria com as empresas envolvidas, proporcionará alguns workshops e ateliês ligados às indústrias que integram o Turismo Industrial, com o intuito de mostrar aquilo que é possível visitar no âmbito deste projeto. A montagem de sapatos vai estar representada pela Evereste, com a presença de um sapateiro que dará a conhecer o seu ofício utilizando uma mesa de trabalho antiga. A Helsar, por sua vez, revelará o processo de montagem, também com a presença de dois sapateiros que criarão sapatos de senhora e sapatos em miniatura, respetivamente. Também a arte da chapelaria, em representação do Museu da Chapelaria, da Cortadoria Nacional de Pêlo e da FEPSA, terá dois workshops dedicados aos chapéus. O Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado dará a conhecer quer as técnicas de desenho tradicional de calçado quer as utilizadas recorrendo às novas tecnologias.

Na ocasião, para além da divulgação do circuito pelo Património Industrial, estarão presentes alguns manequins com criações que remetem para o Turismo Industrial. Vestidos pela estilista sanjoanense Raquel Geraldes, as manequins desfilarão calçado da Helsar, enquanto alguns modelos masculinos mostrarão os sapatos da Evereste e exibirão chapéus elaborados propositadamente para o evento, com o feltro da Fepsa e o pêlo da Cortadoria Nacional de Pêlo.

Seis empresas e três instituições

O “Circuito pelo Património Industrial” integra seis empresas, duas instituições e um museu: a Viarco, a única fábrica de lápis do país em laboração, a Helsar e a Evereste, do sector do calçado, a Cortadoria Nacional de Pêlo e a Fepsa, da indústria da chapelaria, e a Heliotêxtil, fábrica de passamanarias. O Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado e o Centro Tecnológico do Calçado de Portugal são as instituições que se associaram desde logo ao projeto, a que se junta ainda o Museu da Chapelaria, um dos ex-libris do município e único na Península Ibérica.

Também o histórico edifício da metalúrgica Oliva, que renascerá como incubadora de criatividade, se associa ao projecto com um espaço, onde será instalado o Welcome Centre do Turismo Industrial, o ponto de partida para iniciar a viagem pelo património histórico da cidade. A curto prazo o Welcome Center acolherá a uma loja da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal.



Adicionar comentário



 
 
 Agenda cultural AMP
Agenda cultural metropolitana
 
 Destaques


Protecção Civil»

Participação/Discussão Pública»

Recursos Humanos

Em defesa do Hospital»

Ementas - Serviço de Refeições Escolares»
 

 
Separador horizontal
Clique aqui para aceder a informações sobre o Banco Local de Voluntariado
Projecto «Cuidar de Quem Cuida»
Revista sonora «Visão Inclusiva»
Recolha seletiva de óleo alimentar
Contactos | Últimas atualizações | Declaração de privacidade | Ficha técnica | Acessibilidade
Telefones úteis | Farmácias | Protecção Civil | Sugestões/reclamações | Perguntas frequentes

Todos os direitos reservados / 2005-2015 © Câmara Municipal de S. João da Madeira