Página Principal >
 
  
Use o botão verde do seu comando MEO e marque o número 493222 para ver os vídeos da TV Municipal no seu televisor
Clique para consultar a Matriz Energética de S. João da Madeira
Clique para aceder a informações sobre projetos financiados pela UE
 
Ferramenta de georreferenciação do Licenciamento Zero
Clique aqui se pretender aceder ao novo balcão eletrónico da CCDR-N
Clique aqui se pretender aceder ao site da Direção-Geral do Território
Educação e Acção Social Ambiente Desporto Cultura Capital do Calçado

  Subscreva!
Registe-se e receba as novidades da Câmara Municipal de S. João da Madeira na sua caixa de correio!

 
Bem-vindo a S. João da Madeira online!

Peça de Teatro "Pedras nos Bolsos" com Alexandre Ferreira e Heitor Lourenço

2006-10-26
Terça-feira, 31 de Outubro
Horário: 21h45
Auditório dos Paços da Cultura
Classificação: M12
Bilhetes: 5 euros (à venda no local)

Dois homens interpretam um elenco de 15 pessoas, numa peça em que a rodagem de um filme choca com o sossego de uma aldeia alentejana.
A história gira em torno da rodagem de um filme “Campina Serena”, em particular dos figurantes Zé Pedro e Carlos Costa, dois alentejanos entusiasmados com a ideia de ganharem 30 euros por dia, comerem três refeições à borla e de verem de perto Cláudia Sousa e Silva, a estrela brasileira descendente de portugueses.
Contudo, o suicídio de Tito, um rapaz local, faz com que todos sejam obrigados a reavaliar a postura dos intervenientes desta produção.
A superficialidade dos ideais pouco realistas propagados por esta indústria, deixa um sabor amargo face à tragédia, pelo que Zé Pedro e Carlos Costa juram revelar a verdadeira história sobre a grande falta de respeito pelos habitantes locais.


Sinopse

Zé Pedro esteve a trabalhar no Brasil durante alguns meses, mas regressou totalmente desiludido com essa sua experiência. De volta à aldeia onde sempre viveu, decide tentar a sua sorte como figurante no filme que por lá se realiza.
Carlos Costa tinha um clube de vídeo que foi à falência. As suas aspirações a guionista baseiam-se no facto de ter visto imensos filmes, pelo que se acha capaz de escrever um. Anda fugido dos agiotas a quem deve dinheiro e acaba por ir parar à mesma aldeia, tentando também a sua sorte como figurante.
Além do professor, a actriz faz-se também acompanhar por Quim, impaciente guarda-costas portuense.
Cabral e Jessica são dois assistentes de realização, sempre ansiosos por agradar ao apático realizador, Eduardo Siqueira.
Tito e Álvaro são dois jovens alentejanos habitantes daquela aldeia, sem quaisquer perspectivas de futuro, e que vêem a indústria cinematográfica como um escape perfeito às suas vidas mundanas.
Saraiva é o figurante mais velho, ansioso por dar uns conselhos a tudo e todos. Já fez figuração nalguns filmes de realizadores estrangeiros como Wim Wenders e acha-se o máximo.

Adicionar comentário



 
 
 Agenda cultural AMP
Agenda cultural metropolitana
 
 Destaques


Protecção Civil»

Participação/Discussão Pública»

Recursos Humanos

Em defesa do Hospital»

Ementas - Serviço de Refeições Escolares»
 

 
Separador horizontal
Clique aqui para aceder a informações sobre o Banco Local de Voluntariado
Projecto «Cuidar de Quem Cuida»
Revista sonora «Visão Inclusiva»
Recolha seletiva de óleo alimentar
Contactos | Últimas atualizações | Declaração de privacidade | Ficha técnica | Acessibilidade
Telefones úteis | Farmácias | Protecção Civil | Sugestões/reclamações | Perguntas frequentes

Todos os direitos reservados / 2005-2015 © Câmara Municipal de S. João da Madeira