Contra a Abstracção da Culturgest está em exposição no Centro de Arte Oliva

Uma extraordinária exposição de arte, itinerante, que se estreia no norte do país, em S. João da Madeira.

“Contra Abstracção” foi inaugurada no agora designado Centro de Arte Oliva, que se apresenta ao público com uma outra identidade visual, trabalhada “a partir de elementos do património gráfico da Oliva“, que, como explica Andreia, diretora da instituição, foram “desconstruídos e reinterpretados“, criando uma imagem “singular e contemporânea “.

Para marcar o lançamento dessa nova identidade visual, nada melhor do que a abertura de uma “exposição absolutamente notável“, como a classificou o presidente da Câmara de S. João da Madeira na sessão de inauguração.

“Este é um acontecimento cultural de relevo, não só em S. João da Madeira, mas no norte do país“, enfatizou Jorge Vultos Sequeira, sublinhando a grande qualidade do trabalho desenvolvido pela Culturgest, entidade responsável pela gestão da coleção da Caixa Geral de Depósitos, à qual pertencem as cerca de 50 obras patentes nesta mostra do Centro de Arte Oliva.

 

Exposição “fantástica” num “sítio maravilhoso”

Presente na cerimónia, Mark Deputter, administrador e programador da Culturgest, considerou “fantástico” participar “nesta grande festa de abertura”, acrescentando um elogio às instalações do Centro de Arte Oliva: “Poder fazê-lo num sítio como este é maravilhoso”.

Patente ao público em S. João da Madeira até 2 de junho, “Contra a Abstração” é uma exposição itinerante que se estreia, assim, no norte do país, depois de ter passado por Ponte de Sôr, no distrito de Portalegre. A curadoria é de Sandra Vieira Jürgens, que assumiu o desafio de dar “uma nova interpretação à abstracção”.

No fundo, esta exposição procura “abrir portas e suscitar novos interesses e leituras, propondo trabalhar o conceito segundo derivações, apêndices, extensões que foram desenvolvidas no processo de investigação”. O público pode apreciá-los no Centro de Arte Oliva, distribuídos por cinco núcleos expositivos: círculo dialético; contracanto, laboratório moderno, espaços comuns e abstração eclética.

cartaz