Festival do chapéu regressa em 2019

S. João da Madeira vibrou com a intensa atividade cultural que marcou o Hat Weekend

Milhares de visitantes, entre sexta-feira e domingo, deslocaram-se a S. João da Madeira para assistir aos quase 60 espetáculos do Hat Weekend. O festival que pretendeu olhar para a história e atualidade do chapéu e a sua indústria, ficou marcado pela intensa atividade cultural e animação de rua.
 
Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, destaca o forte envolvimento entre a comunidade local e os visitantes, esclarecendo que “o cruzamento de tradições de outros pontos do país com essa marca da identidade sanjoanense que é o chapéu foi uma aposta ganha na edição deste ano”.
 
“Os desfiles de confrarias e de bandas com chapéu, assim como as atuações dos pauliteiros de Miranda, dos cardadores de Ílhavo, o cante alentejano ou os gigantones de Viana do Castelo foram algumas das atividades que mais marcaram o fim de semana e que ficarão na memória de todos os que se dirigiram ao centro da cidade, provando que este evento pode ser um ponto essencial de contacto entre diferentes histórias e culturas do nosso país”, aponta o autarca.
 
Ao longo dos três dias de evento, foram diversas as atividades de acesso livre que ocuparam as principais praças e artérias da cidade, num movimento que envolveu cafés, restaurantes e lojas. “A enorme satisfação e aplausos que o Hat Weekend gerou não deixam dúvida de que este extraordinário festival do chapéu regressou para ficar”, adianta Jorge Vultos Sequeira. A edição de 2019 está confirmada para os dias 19, 20 e 21 de julho e os preparativos serão iniciados antes do fecho de 2018.
 
 

geral

 

ver mais +