Conferências música exposições e cinema celebram vocação industrial da cidade

Ciclo “Industrial – Uma Cidade em 30 Anos” começa na sexta-feira, 5 de setembro, às 21h30, com a conferência “Como é que a indústria resiste à crise?”, a realizar na empresa Cartonagem Trindade.

S. João da Madeira está a assinalar, neste ano de 2014, o 30.º aniversário da sua elevação a cidade, que se concretizou a 16 de Maio de 1984. No âmbito das comemorações deste 30.º Aniversário, o Presidente da Câmara Municipal, Ricardo Oliveira Figueiredo, convidou o jornalista sanjoanense Amílcar Correia a comissariar um evento evocativo da efeméride, que refletisse sobre a história de S. João da Madeira – em especial das últimas três décadas – e “abrisse janelas sobre o futuro da cidade”.

Daqui resultou o ciclo “Industrial”, título que remete para o facto de a afirmação de S. João da Madeira ser, como frisa Amílcar Correia, indissociável da sua industrialização: “Não há, porventura, outra cidade no país que possa reivindicar para si esse estatuto de cidade industrial”. Com este evento – apresentado nesta terça-feira no Museu da Chapelaria – “pretende-se que a cidade fale sobre si mesma, seja com o olhar de quem nela nasceu ou viveu e agora a perceciona de fora”, explica o comissário.
 
Empresa recebe primeira conferência
 
O ciclo “Industrial – Uma Cidade em 30 Anos” começa com a conferência “Como é que a indústria resiste à crise?”, marcada para sexta-feira, 5 de setembro, às 21h30, nas instalações da empresa sanjoanense Cartonagem Trindade.
 
Moderada pelo economista João Cantiga Esteves, a sessão terá como participantes Alexandre Tavares, da empresa Armando Silva, Álvaro Gouveia, representante do Clube de Empresários da cidade, Carlos Santos, da Carlos Santos Shoes, Patrícia Correia, representante da Helsar, e Pedro Ventura, da Cartonagem Trindade.
 
Esta primeira conferência dá o mote para o restante programa deste ciclo comemorativo dos 30 anos da cidade, condição a que S. João da Madeira foi elevada em 1984 (a 16 de maio). São atividades que abordam diversas facetas das últimas três décadas da história sanjoanense, na qual a indústria tem assumido o papel de principal motor de progresso e de afirmação regional.
 
Concerto e retrospetivas
 
O Industrial contará com mais cinco conferências de temáticas variadas, nas áreas do design, desporto, património, ciência e qualidade de vida. Inseridas neste ciclo estão, também, a exposições “Marcas de Memória” – inspirada nas marcas Viarco, Oliva e Sanjo –, e “Retrospectiva”, do pintor José Emídio.
 
No dia 11 de outubro, data em que se assinala outra grande efeméride sanjoanense – a emancipação concelhia conquistada em 1926 –, as bandas Prana e Sensible Soccers – ambas com forte ligação a S. João da Madeira – juntam-se num concerto com DJ set, em palco na Casa da Criatividade, às 21h30.

cultura