Mercadinho Sustentável foi uma das novidades da Semana da Terra 2017 (C VÍDEOS)

Abertura oficial do evento aconteceu a 21 de abril, em frente à Casa da Criatividade, com entoação de canções por crianças de escolas da cidade e largada de pombos. A Bandeira da Agenda 21 Local foi hasteada na Praça Luís Ribeiro.

Começou a 21 de abril a 14.ª edição da Semana da Terra de S. João da Madeira, evento marcado pela realização de diversas atividades comunitárias em benefício da cidade. O envolvimento das associações e instituições sanjoanenses, bem como dos cidadãos em geral, é um dos aspetos centrais do programa que se prolongou até 28 do mesmo mês e incluiu várias dezenas de atividades.
 
Operações de limpeza e de requalificação, exposições, campanhas de sensibilização, palestras, caminhadas, teatro, recolha de alimentos e outros bens, apoio à terceira idade foram atividades que, entre outras, decorreram no âmbito deste evento, com especial incidência nas vertentes ambiental e social.
 
Mesmo antes da abertura oficial da Semana da Terra,  procedeu-se à inauguração da exposição “Da Terra à Indústria”, na Torre da Oliva (18 de abril), e realizou-se a Ação Diversidade no Solo, na Escola João da Silva Correia (20 de abril).
 
No dia 21 de abril, deu-se então o arranque oficial do programa, na Praça 25 de Abril (em frente à Casa da Criatividade), com a entoação de uma canção alusiva à Terra, pelas crianças das escolas dos Condes, do Parrinho e Núcleo Estrela Guia. Foi ainda feita uma largada de Pombos, pelo Centro Columbófilo. Na Praça Luís Ribeiro procedeu-se ao Hastear da Bandeira da Agenda 21 Local.

Mercadinho Sustentável

?Novidade da edição deste ano da Semana da Terra foi a realização de um Mercadinho Sustentável, na Praça Luís Ribeiro, no domingo, 23 de abril, entre as 9 e as 13 horas, contando com a participação de produtores da Associação de Desenvolvimento Regional Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM) e da Cooperativa Agrícola da Feira, S. João da Madeira, Gaia e Espinho, assim como produtores e vendedores do Mercado Municipal, escolas e associações locais, entre outros.
 
Ao longo dessa manhã registaram-se vários momentos de animação, por grupos, escolas e outras instituições da cidade e da região, além dos ateliês “Grinaldas Florais”, pelo Armazém 4,  “Lancheiras Reutilizáveis”, pela Associação de Pais do JI das Travessas, “O Relvinhas”, pelo Turismo Industrial, e “Natureza e Reciclagem”, pela “Doçuras & Travessuras”. Não faltou ainda a “Fazenda dos Animais” e vários outros motivos de interesse para miúdos e graúdos, que aderiram em grande número à iniciativa.

cultura