Obras de arte doadas à cidade

Oferta dos colecionadores sanjoanenses José Lima e Norlinda Lima.

Um fragmento do Muro de Berlim e um muro de grandes dimensões da autoria de António Bolota passam a fazer parte do património do Município de S. João da Madeira, na sequência de uma doação dos colecionadores de arte sanjoanenses José Lima e Norlinda Lima, ato formalizado no dia 14 de stemebro de 2021 com a assinatura do respetivo contrato.

As obras referidas vão ficar instaladas em espaços públicos do concelho de S. João da Madeira, para que possam ser apreciadas pelos cidadãos em geral, o que, aliás, já acontece com o fragmento do Muro de Berlim, patente na envolvente à Oliva Creative Factory.

O Presidente da Câmara de S. João da Madeira, Jorge Sequeira, enaltece o “importante papel de Norlinda Lima e José Lima em prol da cultura", considerando que "a sua relação com a arte assenta numa perspectiva que pode ser considerada de serviço público".

De acordo com o autarca, essa dedicação dos colecionadores “fica patente, mais uma vez, na doação destas duas importantes peças ao município, um gesto que vai permitir promover a arte e valorizar a paisagem urbana sanjoanense”.

Refira-se que, em vários edifícios públicos municipais, estão também patentes obras que integram a Coleção Norlinda e José Lima, um acervo particular que se encontra em depósito de longa duração no Centro de Arte Oliva, dando origem a diversas exposições que aí têm sido realizadas, assim como noutros concelhos. 

município