S. João da Madeira refletiu sobre a importância do envelhecimento ativo

Na base da realização deste II Ciclo de Conferências está, precisamente, a constatação de que o envelhecimento populacional constitui um dos grandes desafios da atualidade.

Profissionais ligados à gerontologia, mas também de outras áreas, refletiram, em S. João da Madeira, sobre a importância da promoção de um envelhecimento ativo. Essa foi a tónica dominante do II Ciclo de Conferências de Gerontologia, que decorreu esta semana na Casa da Criatividade, numa iniciativa organizada pela Câmara Municipal.

Os trabalhos abriram com a intervenção da Presidente da Assembleia Municipal, Clara Reis, que abordou já vários dos aspetos que viriam a ser desenvolvidos pelos oradores que se seguiram, como, designadamente, a dignidade e a autorrealização dos mais idosos.

Na base da realização deste II Ciclo de Conferências está, precisamente, a constatação de que o envelhecimento populacional constitui um dos grandes desafios da atualidade, tornando-se imperioso compreendê-lo como um processo que envolve fatores pessoais, sociais e ambientais.

Esse é um dos desideratos a que se propõe o município de S. João da Madeira, que vem procurando promover o envelhecimento ativo e a abordagem desta temática numa “perspetiva positiva”, como salientou a vereadora, Paula Gaio. Coube à responsável pela área da Ação Social e Inclusão na autarquia sanjoanense realizar a intervenção de encerramento, que culminou um programa muito preenchido, que incluiu ainda intervenções de Victor Gonçalves, da Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira; Sara Guerra, da Universidade de Aveiro; Paula Pinto, Centro Clínico de Reabilitação SimplesMente; Susana Silva, da Universidade Sénior Rotary Club de S. João da Madeira; Maria Spratley, Fundadora e Professora da Ginástica +50; Susana Branco, União das Misericórdias Portuguesas.

Uma nota também para a colaboração da Cerci de S. João da Madeira, cujos alunos do curso de formação profissional de técnico auxiliar de hotelaria foram responsáveis pelo “coffee break” oferecido aos participantes nesta iniciativa.

município