Projeto de Recolha de Lancetas Usadas

Em São João da Madeira, está a ser implementado um projeto piloto de recolha de resíduos de material usado pelos diabéticos. Canetas, agulhas e lancetas usadas pelos doentes costumam ser despejadas no lixo comum mas agora passam a ser recicladas.

Esta medida abrange resíduos resultantes da administração de insulina e de outros tratamentos, evitando que acabem depositados no lixo doméstico. O objetivo é dar um destino ambientalmente responsável e em condições de segurança a esses utensílios corto-perfurantes, designadamente agulhas e seringas.

Deste modo, a autarquia sanjoanense passa a disponibiliza gratuitamente pequenos contentores preparados para acondicionar devidamente esse tipo de resíduos, sendo o projeto dirigido a doentes crónicos e outros, que estejam sujeitos a tratamentos pontuais que se enquadrem neste âmbito.

O levantamento destes contentores é feito no piso zero do edifício da Câmara, onde é também entregue um folheto informativo com indicações de uso, devendo esse recipiente ser devolvido pelos utentes no mesmo local depois de cheio.

Estes resíduos são depois enviados para incineração, por parte da empresa Ambimed, empresa que se dedica à Gestão Integrada de Resíduos Hospitalares e que é parceira do município de na implementação desta solução, inovadora a nível municipal.