Fim-de-semana em cheio nos Museus da cidade e na Oliva Creative Factory

As atividades inseridas nas comemorações do Dia Internacional dos Museus e o Oliva Bazar Primavera marcaram o último fim-de-semana em S. João da Madeira, onde houve também vários restaurantes a incluírem nas suas ementas sabores tradicionais como a cenoura e o coelho, alusivos à indústria chapeleira.

Assim, os museus da cidade estiveram em festa, com uma programação em que se destacou, no sábado à noite, o “O Último Turno”, um espetáculo de teatro único e original, criado e interpretado por diversos grupos da cidade. 

Numa organização que envolveu o Museu da Chapelaria e o Museu do Calçado, este ano registou-se o envolvimento dos grupos “A Bem Dizer”, “Anim’’arte”, “Artes do Palco”, “É Bom Viver”, “Lua Nova”, “Rostos e Máscaras” e a participação especial do saxofonista Alexandre Gomes e do grupo musical Clave.

“Com pés e cabeça”

No domingo de manhã, decorreu ainda nesses equipamentos museológicos do município de S. João da Madeira um peddy paper que levou os participantes a descobrirem histórias extraordinárias, usando, obrigatoriamente, os pés e a cabeça para decifrarem as pistas.  

Igualmente no domingo, mas da parte da tarde, o Museu da Chapelaria recebeu o Chapeleiro Maluco e a sua louca festa do chá, culminando a programação o Dia Internacional dos Museus em S. João da Madeira.

Arte e Criatividade

Nesse âmbito destas comemorações, tinham já sido realizadas no Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory, ao longo do fim-de-semana, oficinas e visitas orientadas em torno da exposição “Histórias de Violência: Um diálogo entre obras da Coleção Treger/Saint Silvestre”.

Na mesma zona da cidade, onde estão situados importantes equipamentos culturais de S. João da Madeira, realizou no sábado o Oliva Bazar Primavera, evento dedicado a apresentar o talento dos criadores portugueses e dos seus produtos, proporcionando o encontro e o diálogo entre criativos e o público, num ambiente de animação.

geral