Apoios no valor de cerca de 400 mil euros para 20 associações e cerca de 2300 atletas

Câmara de S. João da Madeira assina contratos-programa de desenvolvimento desportivo. Maior fatia dos apoios destina-se aos escalões de formação.

Em S. João da Madeira, as associações desportivas recebem melhores subsídios municipais quanto mais apostarem nos escalões jovens e na formação dos respectivos treinadores. Esta realidade resulta da aplicação dos contratos-programa assinados anualmente entre a Câmara e os clubes da cidade.
 
Este ano, são 20 as coletividades recebem apoios financeiros e logísticos para a prática de 22 modalidades, abrangendo um universo de cerca de 2300 atletas, mais de 1600 dos quais dos escalões jovens. Globalmente, estas ajudas correspondem a perto de 400 mil euros, valor da mesma ordem do apoio atribuído em 2014.
 
A maior fatia (um pouco menos de 300 mil euros) vai para o clube mais representativo do concelho, a Associação Desportiva Sanjoanense (ADS), destinando-se principalmente aos escalões de formação e abrangendo modalidades como o andebol, o basquetebol, o futebol, a ginástica e hóquei em patins.
 
A sessão de assinatura dos contratos-programa de desenvolvimento desportivo relativos ao corrente ano realizou-se a 23 de julho, no auditório do Centro de Formação Desportiva de S. João da Madeira.
 
Na sua intervenção, o Presidente da Câmara, Ricardo Figueiredo, realçou que “o movimento associativo sanjoanense é um parceiro importantíssimo da autarquia no desenvolvimento da sua atividade, contribuindo decisivamente para o reforço da coesão social na cidade”. E deixou um reconhecimento pelo serviço de “valor inestimável” que prestam a S. João da Madeira.

desporto