Paços da Cultura exibem “Lápis Azul” com a presença do realizador Rafael Antunes

Sessão realiza-se nesta sexta-feira, às 21h30. Filme/documentário de Rafael Antunes aborda o tema da censura.

O filme/documentário "Lápis Azul" é exibido nos Paços da Cultura de S. João da Madeira, nesta sexta-feira, 9 de maio, às 21h30. O realizador Rafael Antunes estará presente na sessão e que, no final, participará numa conversa com os espetadores sobre esta sua obra. A entrada é gratuita, mas o público deve levantar os bilhetes nos Paços da Cultura.

Nos 40 Anos do 25 de Abril de 1974, uma das grandes conquistas que se comemora é, sem sombra de dúvidas, o fim da censura. Em "Lápis Azul", uma ficção baseada em factos reais, Rafael Antunes leva o espetador ao dia a dia do censor, do executante da censura, do simples cidadão que, com o seu lápis azul, detém o poder da determinação da palavra veiculada, impedindo a livre expressão do jornalista.

Mas 40 Anos passados sobre o fim da censura, “as conquistas de ontem tornaram-se realidades consumadas, banais e desvalorizadas como se a censura da indiferença fizesse agora o trabalho do Lápis Azul”. Esta é uma das reflexões que o filme de Rafael Antunes propõe, ao apresentar um censor que não desiste da sua prática e ao lançar a pergunta: “Será que os seus mentores desistiram?”

Fica o mote para uma conversa com o realizador/jornalista sobre as novas censuras, momento que se seguirá à exibição do filme/documentário, numa organização que envolve a fábrica de lápis sanjoanense Viarco, única em Portugal.

cultura