Associação de Municípios obtém financiamento para esterilização de animais errantes

Desde 2017 já foram realizadas mais de 650 esterilizações no Canil Intermunicipal da a Associação de Municípios das Terras de Santa Maria.

Os Presidentes das câmaras municipais que integram a Associação de Municípios das Terras de Santa Maria (AMTSM) - Arouca, Espinho, Oliveira de Azeméis, S. João da Madeira, S. Maria da Feira e Vale de Cambra, reunidos em Vale de Cambra, tomaram conhecimento com satisfação da aprovação da candidatura que foi apresentada junto da DGAV Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) pelo Centro de Recolha Oficial de animais (CRO) - Canil Intermunicipal, com vista à obtenção de apoio financeiro à esterilização de animais.


Trata-se de um apoio financeiro a campanhas de esterilização de animais errantes, como forma privilegiada de controlo da sobrepopulação animal, que a AMTSM - atualmente presidida pelo autarca de S. João da Madeira, Jorge Vultos Sequeira - tem vindo a implementar, tendo sido já realizadas desde 2017 mais de 650 esterilizações, no cumprimento da lei, que determina que os animais que sejam acolhidos pelos CRO, e que não sejam reclamados no prazo de 15 dias a contar da data da sua recolha, devem ser esterilizados e, posteriormente, encaminhados para adoção.


É nesse espírito de concertação e de união de esforços que os municípios, especialmente sensíveis a esta problemática, têm vindo a diligenciar a implementação de Programas de Apoio à Esterilização de Canídeos e Gatídeos, promovendo o acesso a serviços médico-veterinários cirúrgicos destinados àquele fim.


Os Presidentes das Câmaras, cientes da relevância que os animais de companhia assumem no seio das famílias, pretendem deste modo sensibilizar a população para os benefícios da esterilização de animais de companhia disponibilizando meios que promovam o bem-estar animal e criem melhores condições para um ambiente mais higiénico e saudável nos lares.
 

28 de julho de 2020

ambiente