1600 moradias já têm contentores para separação de resíduos

Implementado novo programa de recolha seletiva porta-a-porta nas habitações, que teve início em 30 de setembro de 2019.

A Câmara Municipal de S. João da Madeira já entregou ecopontos domésticos em cerca de 1600 moradias, num processo que continua e será alargado a mais habitações do concelho.

Este é um projeto inovador na área ambiental, que conta com o apoio de fundos comunitários, e que visa colocar o município sanjoanense na linha da frente em termos de reciclagem e tem vindo a melhorar ainda mais os bons indicadores que S. João da Madeira já apresenta.

Os moradores das habitações abrangidas passaram a ter recolha de resíduos à sua porta, daí resultando vantagens ao nível da qualidade de vida e da limpeza urbana, contribuindo também para uma cidade - e um planeta - mais verde.

Com apenas quatro meses de recolha seletiva porta-a-porta implementados, 2019 constitui o melhor ano de sempre ao nível da separação de resíduos no nosso concelho, com mais 165 toneladas de resíduos encaminhados para reciclagem em relação a 2018 (crescimento de 15,7%).

 

 

ambiente