Presidente visitou obra do edifício do Ninho da Criança

Este equipamento está a sofrer uma intervenção de fundo ao nível da eficiência energética, tendo como principal foco o isolamento térmico de paredes do exterior, coberturas e janelas.

Uma intervenção que incide sobre a melhoria da eficiência energética do edifício que alberga o Ninho da Criança, da Creche Albino Dias Fontes Garcia, e é realizada com recurso a financiamento europeu do Programa Operacional Norte 2020, cujo o montante foi assegurado pela Câmara Municipal no quadro da Área Metropolitana do Porto.

Numa visita de acompanhamento às obras de requalificação por parte do Presidente da Câmara, acompanhado por membros do executivo, foi possível constatar o avanço das obras, cumprindo com os objetivos da candidatura aos fundos comunitários.

Este equipamento está a sofrer uma intervenção de fundo ao nível da eficiência energética, tendo como principal foco o isolamento térmico de paredes do exterior, coberturas e janelas.

Realizada com a comparticipação de perto de 103 mil euros, tendo um custo global superior a 150 mil euros, esta obra incide num edifício que não era alvo de uma requalificação há 85 anos.

O Ninho da Criança acolhe diariamente cerca de 90 crianças e esta intervenção tem decorrido sem interromper o seu funcionamento. Os membros do executivo da Câmara Municipal foram recebidos por José Maria Soares, presidente desta instituição, pelo arquiteto Luís Cambra, responsável pela obra, por David Rocha, tesoureiro da instituição e pela diretora técnica da creche, Maria Cristina Oliveira.

Jorge Vultos Sequeira destaca a importância desta requalificação, referindo que cumpre com os desafios da transição energética, na qual o Município de S. João da Madeira está a investir para o curto, médio e longo prazo.

Na prática, esta requalificação trará bem-estar às crianças utentes deste equipamento, bem como, aos funcionários, colocando o “Ninho da Criança” nos padrões de qualidade desejáveis ao nível do conforto e da eficiência energética.

A Santa Casa da Misericórdia e a Cerci são outras duas instituições de S. João da Madeira que, no âmbito deste programa de financiamento europeu, também estão a proceder a projetos de requalificação.

No total, a Câmara Municipal assegurou cerca de 700 mil euros para estas três entidades sanjoanenses de solidariedade social, tendo negociado e definido o montante no quadro da Área Metropolitana do Porto.

município

 

Mais imagens