Câmara inicia programa de testes covid no desporto

A testagem no desporto teve início este sábado, no Pavilhão das Travessas, com atletas, treinadores e dirigentes da APROJ.

Ao todo realizaram-se 42 testes, sendo o Voleibol da APROJ a primeira modalidade desportiva de S. João da Madeira a cumprir com este requisito para se poder o retomar os treinos das modalidades consideradas de médio e alto risco pelas autoridades de saúde, face à pandemia da Covid-19.

O Presidente da Câmara, Jorge Vultos Sequeira, e a Vereadora Rosário Gestosa, responsável pelo Desporto do Município, acompanharam os preparativos e o arranque desta operação que irá decorrer durante os próximos dias. A Câmara Municipal suporta o custo dos testes realizados a todos atletas federados e respetivo staff dos clubes de S. João da Madeira sempre que as respetivas federações não assumirem esse custo. A contratação dos técnicos de saúde e a respetiva logística também está a cargo da autarquia.

O Pavilhão das Travessas acolheu, este sábado, o início do programa de testagem aos atletas do concelho, nos quais treinadores e dirigentes também estão englobados, por opção do Município, pois este grupo não estava entre os agentes desportivos com obrigatoriedade de testagem. No caso do Voleibol da APROJ, os testes foram fornecidos pela respetiva federação.

A previsão é de que, nos próximos dias, os 1109 atletas de formação das modalidades de médio risco praticadas em S. João da Madeira, realizem testes de despiste à SARS-CoV-2, neste caso serão testes de antigénio (TRAg), de acordo com o determinado pela Direção Geral de Saúde (DGS). Os atletas federados que frequentam o ensino secundário e que serão testados nas respetivas escolas, ficarão isentos do despiste efetuado neste contexto desportivo, existindo uma articulação entre todas as entidades intervenientes.

Os ateltas das modalidades de alto risco, que retomam apenas em maio, também serão testados nestes moldes. Na graduação de risco, a DGS detalha as disciplinas por federação, mantendo andebol, futsal, basquetebol, futebol, voleibol e hóquei em patins como modalidades de médio risco, e categoriza de alto risco os desportos de contacto e a ginástica acrobática.

S. João da Madeira, 17 de abril de 2021

município